Sergipanidade é celebrada na final do Sescanção 2019


Publicado em : 25/10/2019 | por Núcleo de Comunicação e Marketing Fecomércio/Sesc/Senac | Agência Comércio | Atualizado em: 01/11/2019



O público presente no Teatro Atheneu conheceu os vencedores da maior mostra de música de Sergipe, o Sescanção 2019, na noite de apresentações que celebrou o sentimento de sergipanidade. O palco foi tomado por fortes emoções sensoriais musicais oriundas das apresentações dos seis finalistas da mostra deste ano. Carla Costa, Mamah, Manifestação, Maria Cristina, Pedro Luan e Rayra Mayara deram um brilho especial ao grande evento de encerramento do Sescanção, diante de uma plateia superior a 800 pessoas que estiveram no teatro.

Carla Costa apresentou as músicas “Carne Crua” e “Inocente Infância”, começando a final da mostra com muita empolgação e conquistando o público presente com sua apresentação marcada pela voz forte e ritmo embalante. Na sequência, Mamah trouxe músicas que remetem ao sentimentalismo, “Dose de Amor” e “Lua em Leão” arrancaram uma série demorada de aplausos dos espectadores.

Uma banda base de alta qualidade, além das companheiras do grupo Samba de Moça Só, deram um toque especial à apresentação de Rayra Mayara, que embalou o público a levantar das cadeiras e dançar cantando com ela a “Revolta de Santo Amaro” e “Conversa com Batista”, numa performance energética e de alta sonoridade. Destaque para a abordagem histórica do acontecimento de 1836, que colocou em conflito as tropas da polícia provinciana e os partidos liberais.

Os componentes da banda Manifestação também fizeram bonito e levaram o som do reggae para o palco do Sescanção, sendo ovacionados pelo público após a execução das músicas “Vou Viajar” e “Deixe a Luz”. Os músicos levaram o teatro completamente lotado ao êxtase com sua apresentação.

Terceiro colocado do Sescanção 2018, Pedro Luan subiu ao palco com a difícil tarefa de fazer uma apresentação de alto nível, similar às anteriores e não decepcionou. Com um funk soul embalado pelas palmas da plateia, Pedro fez de “Âncora” e “Vidros e Cortes” o público refletir e cantar junto com ele.

A última apresentação dos competidores foi marcada pela voz que alcança tons altíssimos de modo suave, de Maria Cristina, que mostrou o porquê de ser conhecida pela sua presença de palco, chamando a atenção do público que estava no Atheneu de forma quase hipnótica ouvindo “Pare” e “Esse Vento”.

O clima de apreensão era grande até o anúncio dos três vencedores que ganharam a premiação de R$ 10 mil, patrocinada pelo Sistema Fecomércio/Sesc/Senac. Ao receberem o resultado, todos os músicos das seis performances artísticas comemoraram com Pedro Luan, Mamah e Manifestação a conquista dos prêmios de R$ 5 mil, R$ 3 mil e R$ 2 mil.

O cantor e compositor Neu Fontes foi homenageado pelo Sistema Fecomércio/Sesc/Senac pelo seu trabalho em defesa da cultura, música e arte no estado. Fontes apresentou sucessos de sua trilha musical e agradeceu ao sistema pela homenagem e curvou-se para o público, rendendo-lhe sua gratidão.

A diretora regional do Sesc, Aparecida Farias, agradeceu a presença do público, valorizou as apresentações dos artistas e destacou que o cenário musical sergipano é marcado por constante evolução e que o Sesc estará presente para garantir o fomento ao desenvolvimento musical e descobrimento de talentos da música sergipana.

“O Sescanção é um evento que marca o cenário musical sergipano, com sua alta capacidade de descoberta de talentos, de estímulo à música sergipana e à cultura do nosso estado. O Sescanção foi um sucesso devido ao talento dos artistas que participaram, à equipe que produziu o evento e o apoio do nosso presidente, deputado Laércio Oliveira, e do Departamento Nacional do Sesc. Nossa definição de sentimentos do Sescanção em seu final são alegria e gratidão”.

Tags: , ,
Autor : Núcleo de Comunicação e Marketing Fecomércio/Sesc/Senac | Agência Comércio
Categorias : Notícias, Notícias Cultura