Sesc incentiva o protagonismo juvenil e a participação democrática


Publicado em : 17/12/2020 | por Núcleo de Comunicação e Marketing Fecomércio/Sesc/Senac | Agência Comércio | Atualizado em: 14/01/2021

Participantes da mesa redonda reforçaram o papel do jovem na sociedade

O Encontro Sesc Juventudes aconteceu na quarta-feira (16) com o objetivo de promover discussões temáticas sobre o cotidiano e lembrar a importância dos 30 anos de criação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O evento foi transmitido por meio do canal virtual do Sesc em Sergipe.

A mesa redonda sobre a ‘Juventude e cidadania: direitos e repercussões sociais’ teve participação de membros do Sesc e do Ministério Público de Sergipe (MPSE), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA) e Secretaria Estadual de Inclusão e Assistência Social (SEIAS).

“Muitas vezes no passado, por volta dos anos 1970, víamos jovens como sinônimo de rebeldia. Infelizmente a gente não desconstruiu essa visão totalmente. É preciso se organizar para ter voz e espaço democrático participativo que permita o jovem a manifestar as suas opiniões, ideias, inquietudes. É necessário que os jovens tenham espaço para reconhecimento social e político e que possam ter o atendimento das suas demandas”, ressaltou Acácia Lélis, presidente da Comissão da Infância, Adolescência e Juventude da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE).

Entre os assuntos abordado: educação, mercado de trabalho, drogas, gravidez não planejada, redução da maioridade penal, preconceito e superação. “A juventude avançou muito na tecnologia, mas ainda está muito mal informada com fontes não oficiais, pouca leitura de livros. Buscando melhorar esse cenário, vamos às escolas e cursos, levamos atividades como música e no intervalo abordamos assuntos muito importantes. Nosso objetivo é formar novos jovens para que eles se encarem como representantes de seus grupos e que se tornem sujeitos protagonistas da sua própria caminhada”, reforçou Kian Lemos, referência em Políticas Públicas para jovens e periferia.

Assistente social do Sesc, Márcia Regina, falou sobre trabalho com cerca de 300 jovens

Trabalho social

Em Sergipe, o Sesc desenvolve diariamente um trabalho social com jovens na faixa etária dos 12 aos 18 anos com o objetivo fomentar o protagonismo juvenil, o exercício da cidadania e a participação comunitária por meio de diversas atividades socioeducativas, recreativas, culturais e esportivas que contribuam para formação de valores, resgate da autoestima e promoção da cidadania.

“O trabalho com a juventude nasceu para acolher as demandas sociais do Sesc que foram emergindo à medida que as crianças iriam crescendo ao longo do tempo. Foi ampliando com a perspectiva de desenvolver um trabalho no campo musical e, a partir daí, foi fomentando um trabalho social com foco no protagonismo juvenil”, explicou Márcia Regina, assistente social do Sesc.

São atendidos cerca de 300 jovens do Mosqueiro, Centro e Siqueira Campos em Aracaju e nos municípios de Indiaroba e Nossa Senhora do Socorro.

Coral Sesc Juventudes se apresentou, cada um da sua casa
Tags: ,
Autor : Núcleo de Comunicação e Marketing Fecomércio/Sesc/Senac | Agência Comércio
Categorias : Notícias